A primeira coisa que vem à cabeça quando se fala em identidade visual é a criação de um logo. Mas não se engane, a identidade é muito mais do que apenas isso. 

Pense nas marcas nas quais você compra sem pensar duas vezes. Elas, muito provavelmente, trabalharam durante anos de forma extremamente pesada na construção de uma boa e eficiente identidade visual.

A identidade visual é o conjunto de símbolos e elementos que representam visualmente seus conceitos, valores e ideais perante o mundo e seus clientes. Logotipo, tipografia, cores, cartões de visita, imagens, ícones e aplicações são alguns dos elementos que fazem parte do conjunto entregue quando fazemos a criação.

O primeiro passo para a criação é a realização de um briefing, que deve conter algumas informações necessárias para que seja útil, como detalhes sobre o que você está ofertando, quais são os seus consumidores, a sua posição no mercado e objetivo tanto da sua empresa quanto do cliente. 

Depois de definir essas questões, fica mais clara a criação da identidade visual da empresa. Ao cria-la, tenha em mente como ela afetará as pessoas e como seus futuros clientes se apropriarão dela.

Para se manter a coerência e transmitir segurança, todos os elementos da sua marca devem seguir o padrão um padrão visual e reproduzi-lo por toda as partes envolvidas. Quando os consumidores entendem o que esperar da sua empresa, eles começam a sentir que podem confiar no seu negócio.

Além disso, desenvolver uma identidade forte cria defensores da marca que ajudam a gerar novos negócios, pois eles podem espalhar as suas mensagens por meio de recomendações espontâneas.

Nunca é tarde para investir na imagem de sua empresa perante o público. As ferramentas de identidade visual são poderosas e contribuem para contar a história da marca de uma maneira exclusiva.